Villa Rica
4088
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-4088,bridge-core-2.6.2,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.7,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,qode-wpml-enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-6.5.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-4560

Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas

Villa Rica

Dados Gerais

  • Nome: Floresta Modelo Villa Rica
  • Localização: distrito de Villa Rica, província de Oxapampa, região de Pasco
  • Superfície: 89,640 Ha
  • Ano de filiação à RIFM: 2017
  • População: 22,000 habitantes

Informação de contato

  • Nome: Ing. Julio Edwin Carrillo Tello – Gerente de Desenvolvimento Econômico e Ambiental
  • E-mail: edwincarrilot@gmail.com
  • Nome: Tco. Julio Huamán Díaz – Chefe da Unidade de Gestão de Recursos Naturais e Controle Ambiental
  • E-mail: jhdipaz@hotmail.com

Introdução

A criação da Floresta Modelo Villa Rica (FMVR) é importante porque é um instrumento de gestão da governança no território. Articulando organizações governamentais e não governamentais entre governos locais, regionais e nacionais, serve como uma oportunidade e janela para a troca de experiências em rede, oportunidades de formação e possíveis projetos nacionais (enquadrado na gestão florestal sob uma abordagem de governança territorial) e internacionais (enquadrado dentro da rede para o desenvolvimento sustentável do território).

 

A Floresta Modelo Villa Rica, dentro da Reserva da Biosfera Oxapampa Asháninca Yánesha, é única em termos de administração do governo local e produção em sistemas agroflorestais. Dessa forma, busca alcançar conforto econômico, social e ambiental para a população que interage no território.

Paisagem

Os recursos florestais na área da Floresta Modelo Villa Rica podem ser classificados como: áreas naturais protegidas (44,3% do território), sistemas agroflorestais e silvipastoris (29,5%), áreas de vegetação em regeneração natural (16,7%), infraestruturas (9,5%).

 

Cerca de 11.000 ha de café associados a diversas espécies de árvores florestais nativas e exóticas predominam nas fazendas de café da FMVR. Essa prática é feita há 40 anos, e três gerações vêm mantendo e aprimorando essas boas práticas. Desde o início, quando essas terras foram ocupadas por imigrantes austro-alemães, o cultivo do café começou com uma associação de árvores silvestres. A intervenção do homem andino melhorou ainda mais o desempenho produtivo dessa cultura, uma vez que se tornou o produto que gerou a economia familiar e local. Neste território coexistem o legado das culturas indígenas e ocidentais. Destaca-se a participação das comunidades nativas, que são um segmento produtivo que oferece café de origem a um consumidor seleto.

Comunidade nativa de origem Yánesha

98% do café em Villa Rica está em sistemas agroflorestais, dos quais 40% são sombreados por espécies florestais nativas e 60% são exóticos de rápido crescimento. Deve-se notar que a produção de café já não é sustentável, por isso a colheita de madeira é fundamental para a economia da região. 75% da produção de madeira vem dessas plantações de café.

Associação

A estrutura de Governança tem como autoridade máxima uma Diretoria Executiva, cuja presidência é assumida pelo Prefeito do Município Distrital de Villa Rica. A Secretaria Técnica está localizada na Gerência de Desenvolvimento Econômico e Ambiental – Unidade de Gestão de Recursos Naturais e Controle Ambiental, onde se articula diretamente com a CAM Floresta Modelo Villa Rica (Comissão Ambiental da FMVR), que é composta por órgãos governamentais e não instituições governamentais.

 

A gestão é por meio de uma chamada, com o objetivo de articular ações e atividades, bem como o fortalecimento das capacidades dos atores.

Sustentabilidade

Objetivos estratégicos

  • Conservação do enfoque paisagístico na Floresta Modelo Villa Rica.
  • Produção em sistemas agroflorestais para conservar a biodiversidade e a relação homem-planta.
  • Desenvolvimento sustentável em um espaço de povos originários, migrantes austro-alemães e colonos andinos, onde se busca o turismo sustentável com desenvolvimento econômico, social e ambiental.

 

Principais ações em andamento para atingir os objetivos

  • Projeto “Recuperação e Proteção do Ecossistema Degradado na área Ñagazú, setor I do distrito de Villa Rica – Oxapampa – Pasco”.
  • Projeto “Melhoria das Capacidades dos Produtores de Cultivos Predominantes nas Microbacias de Cacazú, Puente Paucartambo, Eneñas, Villa Rica na Gestão de Sistemas Agroflorestais, Distrito de Villa Rica – Oxapampa – Pasco”,
  • Projeto “Criação de serviços de manejo e uso de 05 espécies florestais não madeireiras nos anexos de Villa Oyón, Alto Eneñas e San José no distrito de Villa Rica, província de Oxapampa Pasco”, utilizado como componente de fortalecimento da Vila Florestal Modelo Rica.

 

Principais impactos gerados

  • Reposição da flora para a preservação da fauna da Floresta Modelo Villa Rica.
  • Instalação de 5.000 hectares de agrofloresta com espécies predominantes na Floresta Modelo Villa Rica.
  • Recuperação da flora e fauna e interculturalidade do povo originário Yanesha, enquadrado no desenvolvimento sustentável da Floresta Modelo Villa Rica, que por sua vez está enquadrada na Pluriculturalidade (Yanesha, Austro-Alemanha e Andina).