Sico Paulaya
4058
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-4058,bridge-core-2.6.2,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.7,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,qode-wpml-enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-6.5.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-4560

Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas

Floresta Modelo

Sico Paulaya

 

Honduras

Localização

Município de Iriona, departamento de Colón

Extensão

428 940 ha

 

POPULAÇÃO

28 000

 

ANO DE AFILIAÇÃO À RLAFM

2012

CONTATO

 

mapsp2008@yahoo.com

 

Osman Alvarado, Presidente

stereosicopaulaya@yahoo.com

 

SITIO WEB

www.mapsp.org.hn

Antecedentes

¿Por que a Floresta Modelo Sico Paulaya foi criada?

 

A Floresta Modelo Sico Paulaya (FMSP) é um território multiétnico que abriga 4 culturas vivas, além disso, parte dele faz parte de 2 áreas protegidas como a Sierra del Río Tinto e a Biosfera do Río Plátano, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, em 1982. Por outro lado, o Vale do Sico Paulaya é um espaço onde convergem ecossistemas com alto potencial para o desenvolvimento de projetos ambientais produtivos, como a geração de bens e serviços ambientais em prol das comunidades locais. Da mesma forma, vários atores convergem trabalhando com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico desta importante região. No entanto, sua localização e dificuldades de acesso em um dos municípios pouco atendidos pelos governos nacionais. Por essas razões, estratégias de trabalho de coordenação e aliança são altamente necessárias para que sejam eficazes em termos de resultados e eficientes em termos de recursos disponíveis para alcançar a implementação de projetos ambientais bem-sucedidos voltados à obtenção de serviços ecossistêmicos. A criação da FM no território permitiu a um prefeito articular os atores do território e a sua projeção local, bem como a coordenação e escalada a nível nacional com entidades governamentais e cooperação; a troca de experiências dentro e fora do país aumentou a capacidade de gestão de recursos para o território.

 

¿Como foi concebida a iniciativa?

 

Em 2008, o Projeto “Promovendo a Gestão Integrada de Ecossistemas e Recursos Naturais de Honduras”, que também lidera o processo de desenvolvimento municipal e Planejamento Territorial do Município de Iriona (onde está localizada a FMSP), resultou na criação da Mesa Redonda Meio Ambiente e Produção Sico Paulaya (MAPSP) para responder à necessidade de articulação interinstitucional e multissetorial e otimizar os recursos e esforços individuais investidos por cada um dos atores envolvidos. Para continuar com o acompanhamento, visando a implementação de estratégias coletivas para fortalecer a cooperação e a associação, em 2010 foram identificadas as potencialidades do conceito de Florestas Modelo, e seus princípios como mecanismo de gestão territorial, para que todos os atores possam se beneficiar do grupo em termos de desenvolvimento de projetos, incidencia política e cumprimento dos objetivos de desenvolvimento, em harmonia com o meio ambiente. Dessa forma, foi proposta a adesão da FMSP perante a Diretoria Executiva do Instituto de Conservação Florestal (ICF), para que passe pela Secretaria da Rede Latino-Americana de Florestas (RLAFM) juntamente com a respectiva solicitação formal. Esta proposta também contou com o apoio do Prefeito Municipal do Município de Iriona.

Paisagem

¿Qual a sua diversidade biofísica?

 

Os 428.940 ha da FMSP estão localizados no município de Iriona, departamento de Colón. Devido à sua localização e extensão geográfica, o território da FMSP possui uma diversidade de ecossistemas que vão desde sistemas marinho-costeiros, áreas úmidas, vales até florestas latifoliadas de altitude. O município de Iriona possui 2.819,76 km2 de cobertura florestal (71%), além de 989,58 km2 (25%) com pastagem e/ou lavoura; definindo assim um território com vocação florestal e agrícola.

 

As principais bacias são Río Sico/Tinto, Río Paulaya e Río Plátano. O Município cobre mais de 90% da Sierra del Río Tinto Negro e 24% da Reserva do Homem e da Biosfera do Rio Plátano (RBRP), o que dá especial importância aos objetivos de conectividade e continuidade do Corredor Biológico Mesoamericano. A RBRP é uma área reconhecida internacionalmente por seu conjunto diversificado de vida neotropical, com muitas espécies de animais em perigo de extinção e/ou ameaçadas ainda vivendo em suas florestas, como o gavião-real,a onça-pintada(Panthera onca) ejagüía(Tajassu pecarí),mas também outras espéciesconsideradas como o bugio, o matum-grande, patos, zarcetas, o veado de cauda branca(Odocoileus virginianus) eo puma(Felis concolor); Entre as espécies aquáticas, podemos citar a lagosta,camarão branco (Peneaus schmitti),peixes, tubarões (Carcharhinus spp. ) e tartarugas marinhas (Dermochelys coriacea),iincluindo o bico-de-pente(Eretmochelys imbricata).

 

 

 

¿Qual é a sua diversidade sociocultural e económica?

 

Iriona, área geográfica da FMSP, é um território 100% rural, de difícil acesso e com diversidade multicultural e multiétnica, composto por 4 culturas vivas: Garífunas, Misquitos, Pech e mestiços. A primeira está instalada principalmente na zona costeira; a etnia Misquita, com população minoritária na zona úmida e na parte norte da zona da Biosfera do Rio Plátano, e a etnia Pech ou Payas, localizada com menor incidência populacional na parte sul da Serra o Rio Tinto. No restante do município e nas áreas mencionadas acima, a população mestiça está dispersa como o segundo maior grupo populacional. O Município é constituído por 11 aldeias e 125 povoações, comunidades e/ou aldeias. Foram identificadas diferentes formas organizativas que permitem à sociedade civil ter processos abertos para a democracia participativa: as estruturas organizativas que se consideram corresponder aos conselhos de administração, conselhos de água, sociedades de pais, AECOS, etc. SE destacam também as cooperativas agroflorestais; Todos esses atores participantes dentro da FM Sico Paulaya.

 

A pecuária e o setor privado têm maior influência na geração de renda e trabalho para a população. A atividade pecuária é a principal atividade produtiva, com destaque para a criação e comercialização de gado bovino e laticínios. As cooperativas agroflorestais desempenham um papel importante na gestão sustentável dos recursos florestais, como o desenvolvimento social e econômico local. O plantio de grãos básicos é para subsistência. O município não possui autonomia de energia elétrica, as condições físicas da infraestrutura viária limitam a qualidade do serviço de transporte e o alto custo para o uso dos habitantes.

Alianças


Visão

Ser uma organização consolidada e líder em consulta e gestão, gerando benefícios ambientais, econômicos e sociais para os habitantes do Vale do Sico – Paulaya e sua área de influência.

 

Missão

Mejorar y fortalecer la protección, manejo y producción de los recursos naturales, una vía de la facilitación de espacios de concertación y la gestión de procesos de desarrollo responsable que adquieren mejorar las condiciones de vida para los habitantes del valle de Sico y Paulaya y su zona de influencia.


 

¿Quem compõe o Bosque Modelo Sico Paulaya?

 

A FMSP une 49 organizações no território de Iriona, cada uma se identificando em um ou mais dos 5 setores temáticos: Florestas, Agricultura, Recursos Hídricos, Áreas Sociais e Áreas Protegidas.

 

 

 

 

¿Como são tomadas as decisões?

 

Para sua direção, a FMSP conta com um Conselho de Administração (7) e um Conselho Fiscal (3) eleitos em assembléia geral e com mandato de 2 anos. Em apoio a esses órgãos, é formado o Grupo Assessor Técnico (GAT-MAPSP), formado por representantes de instituições governamentais e não governamentais. Para exercer suas funções, a FMSP possui estatutos, regimento interno e um Plano Estratégico 2019-2024. O Conselho de Administração reúne-se com a participação do GAT-MAPSP para o planejamento e coordenação das atividades. Da mesma forma, são realizadas assembléias gerais para apresentação de relatórios técnicos e financeiros como parte dos processos de prestação de contas.

 

 

 

¿Quem compõe o Conselho Administrativo?

 

Sustentabilidade


Objetivos estratégicos

 

OE1: Equidade e Desenvolvimento Social. Desenvolvimento que fortaleça a identidade das comunidades, alcance o equilíbrio demográfico e crie oportunidades em igualdade de condições.

OE2: Meio Ambiente Sustentável. Desenvolvimento compatível com a manutenção dos processos ecológicos e da diversidade biológica.

OE3: Desenvolvimento de Competências Organizacionais. Transferência de competências e conhecimentos para os grupos-alvo; desenvolvimento de competências técnicas pessoais e valorização da imagem institucional.

OE4: Desenvolvimento Econômico Local.


 

¿Quais ações a Floresta Modelo realiza?

 

Pesquisa

 

Amostragem biológica na área protegida proposta Parque Nacional Sierra del Rio Tinto (2021), em coordenação com a Cooperação Panthera, ICF, Washington D.C. State University. e a Associação para Sustentabilidade e Pesquisa Científica em Honduras, realizada em áreas de manejo florestal para a identificação de grandes felinos e suas presas, bem como outras espécies silvestres de interesse nacional e internacional. O objetivo é contribuir para a proteção dos objetos de conservação da RBRP e a conscientização dos atores por meio da educação ambiental.

 

Formação e troca de experiências

 

Projeto “Identidade e empoderamento das mulheres rurais do município de Iriona” (2017), implementado por Camín Real de la Mesa e REMBLAH, em coordenação com a Secretaria Municipal da Mulher, a partir do qual contribuiu para melhorar as capacidades das mulheres para liderar a mudança para estágios de bem-estar de acordo com a dignidade humana, garantindo o exercício de seus direitos humanos. Durante o projeto, foi alcançada a identificação de 29 mulheres líderes de 11 comunidades; através de um processo de formação em que participaram um total de 428 pessoas (164 homens e 264 mulheres), principalmente da zona costeira do território.

 

Processos de gestão territorial e fortalecimento da governança

 

Participação em espaços e/ou instâncias nacionais de gestão e incidência. A FMSP participou do Plano de Desenvolvimento Municipal (com foco no ordenamento do território do município), na construção do Plano Municipal de Restauração de Iriona, na definição da Carteira de Projetos de Desenvolvimento Comunitário, no Planejamento de Gestão de Recursos Naturais, em apoio aos esforços de cooperativas agroflorestais, na Gestão e Conservação de Microbacias. Ao mesmo tempo, é membro de outras redes e espaços de coordenação que representam oportunidades para a geração de capacidades organizacionais, advocacia e gestão de recursos: Rede Hondurenha de Florestas Modelo, Grupo de Ação Territorial MAMUGAH, Comitê Técnico Nacional AVA FLEGT, Comitê Técnico Interinstitucional de Mudança Climática (CTICC), Comitê Nacional de Salvaguardas Ambientais e Sociais de Honduras (CONASASH) para REDD+.

 

Projetos de desenvolvimento sustentável

 

“Melhorar a governança e gestão do uso da terra para enfrentar as causas da perda e degradação florestal e a melhoria dos estoques de carbono em Honduras e Peru” (2019 – 2020), em aliança com associações de produtores, ICF, Município de Iriona e FMV, onde Sistemas agroflorestais foram implantados em 14 blocos do Vale do Sico Paulaya por meio do Projeto Euroclima-FMV com o objetivo de melhorar a economia familiar dos beneficiários e contribuir com os compromissos do país.

 

Estratégias de marketing e mercado no âmbito dos projetos de produção de mel (2020-2021),em articulação com cooperativas agroflorestais e grupos de mulheres que procuram promover a participação das mulheres nesta área, geram novas oportunidades de venda de peças adquiridas na colheita florestal de cooperativas agroflorestais e contribuir para a economia da organização, garantindo mercado para seus produtos.

 

 

 

Projetos de Desenvolvimento Comunitário (2016),entre os quais a implantação de Micro Centrais Hidrelétricas (El Venado e Copen), Implantação de energia solar em 13 comunidades, Implantação do Sistema de Água Potável (Zapotales), Móveis Escolares Comunidade Cuyamel, projeto de apicultura em benefício de 30 famílias, acompanhamento de processos de arborização comunitária: 22.600,00 ha em 6 Planos de Gestão.

Desafios

Impactos no capital social

 

Maior articulação de atores, sinergia e trabalho em equipe.

 

Desde a sua criação até hoje, a FMSP quase dobrou o número de organizações parceiras (de 26 para 49), refletindo os benefícios que são visíveis para a população organizada do município.

 

“A forma de trabalhar nas organizações é mais integrada. A abordagem comunitária não é mais isolada, mas integrada. O reconhecimento do governo local é muito importante e isso tem sido alcançado. [Actualmente] [Atualmente] o município de Iriona faz parte do MAMUGAH. Na mesa eles a convidaram para fazer parte. Isso é uma evidência de que a tabela é uma referência.”. (Jaime Peralta, 2019 – ex-Coordenador da FMSP)

 

Impactos no capital humano

 

Fortalecimento das capacidades locais

 

“Em cada encontro há uma troca de conhecimento, um aumento na capacidade de gestão. Mudança de atitudes. Tudo isso é um nível das pessoas”. . (Jaime Peralta, 2019 – ex-Coordenador da FMSP)

 

Impactos no capital natural

 

Conservação e gestão dos recursos naturais

 

Ações de proteção e conservação de 17 microbacias declaradas, 9.063,21 hectares que beneficiam 29 comunidades (10.447 pessoas) e 23.804,76 hectares em prevenção.

 

Melhoria das condições de vida

 

Por meio de projetos de desenvolvimento comunitário vinculados à gestão de recursos naturais (energia limpa por meio de micro hidroturbinas, projeto de água potável, energia fotovoltaica) e aumento de renda por meio da adoção de melhores práticas de produção.

 

“As mudanças estão de acordo com os projetos que a mesa traz para a comunidade. Projetos de energia renovável, água potável. Este último muda a vida de qualquer família”. . (Jaime Peralta, 2019 – ex-Coordenador da FMSP)

 

 

Desafios

 

  • Manter o compromisso dos parceiros da FMSP no longo prazo, apesar das mudanças políticas e da crise econômica do país e do Município.
  • As ações neste território são afetadas por problemas de ingovernabilidade, por se tratar de um território com poucos órgãos de aplicação da lei e impunidade para crimes florestais. Tudo isso, de certa forma, da população que luta para conservar os recursos existentes, causando o enfraquecimento da liderança das comunidades.
  • Manutenção da cobertura florestal das áreas destinadas às cooperativas agroflorestais e microbacias, com o envolvimento de atores na defesa dos recursos naturais.
  • – Promover a sustentabilidade econômica das atividades produtivas locais.

Outra informação

Associações

 

A Tabela de Meio Ambiente e Produção Sico Paulaya faz parte dos seguintes grupos:

  • Rede Hondurenha de Florestas Modelo
  • Grupo de Ação Territorial da Comunidade dos Municípios Garífuna de Honduras (MAMUGAH)
  • Comitê Técnico Nacional AVA FLEGT
  • Comitê Técnico Interinstitucional sobre Mudanças Climáticas (CTICC)
  • Comitê Nacional de Salvaguardas Ambientais e Sociais de Honduras (CONASASH) para REDD+.

 

 

Videos

 

“Gestão e Manejo Florestal Sustentável no Vale do Sico Paulaya”. Projeto ICF-Ecossistemas/SERNA/SAG-GEF/PNUD.

 

 

“Programa Regional de Mudanças Climáticas da USAID: dois anos de realizações”. CATIE-PRCC/USAID.

 

 

“A Comunidade pela Floresta. Copen: Madeira Acústica”. Projeto FINNFOR/CATIE-MAP.

 

 

“Melhores Práticas Seguindo a Madeira: Das Comunidades às Guitarras”. EIA-WRI-USAID.

 

 

“Geração de Energia Limpa através da Conservação das Florestas nas Bacias Hidrográficas”. Projeto ICF-Ecossistemas/SERNA/SAG-GEF/PNUD.

 

 

“As Florestas Modelo de Honduras”. Projeto ICF-Ecossistemas/SERNA/SAG-GEF/PNUD.