História da RLAFM
3926
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-3926,bridge-core-2.6.2,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.7,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,qode-wpml-enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-6.5.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-4560

Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas

História da RLAFM

A Rede Latino-Americana de Florestas Modelo (RLAFM) vincula territórios onde são promovidas iniciativas para o manejo adequado de florestas e recursos naturais. A RLAFM é uma aliança voluntária entre Florestas Modelo apoiada por representantes governamentais de cada país membro, que está vinculada à Secretaria da Rede Internacional de Florestas Modelos (SRIFM).

 

É a primeira organização regional voluntária que reúne 15 países da América Central, América do Sul, Caribe e Espanha para gerir o conhecimento e o intercâmbio de experiências de Florestas Modelo na Ibero-América.

 

A RLAFM conta com o apoio de prestigiosas organizações internacionais como o Centro Agronômico Tropical de Pesquisa e Ensino (CATIE), a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a agência de cooperação canadense CUSO International, o Centro para Pesquisa Florestal Internacional (CIFOR) e o Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT).

 

Sua gestão se concentra em promover uma boa governança dos recursos naturais, interligando os territórios para construir iniciativas que favoreçam a produção sustentável e a conservação dos recursos naturais e das florestas dos países parceiros.

 

A RLAFM é uma das seis redes regionais da Rede Internacional de Florestas Modelo, juntamente com a Rede Mediterrânea, a Rede Africana, a Rede Asiática, a Rede de Paisagem Báltica e a Rede Canadense de Florestas Modelo.

Antecedentes

 

A RLAFM nasceu como uma iniciativa internacional que tem como objetivo realizar uma gestão eficiente dos territórios e suas florestas em prol do desenvolvimento sustentável na Ibero-América.

 

Em 1992, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD) no Rio de Janeiro, Brasil, chegou-se a um consenso sobre a necessidade urgente de encontrar soluções reais, práticas e sustentáveis para os graves desafios ambientais que o planeta enfrenta. Na ocasião, o Canadá convidou os países a colocarem em prática o conceito de Floresta Modelo como uma nova abordagem de gestão territorial e criou a Rede Internacional de Florestas Modelo como uma ferramenta que facilitaria a troca de conhecimentos e experiências.

 

Para abordar de forma mais eficaz o problema do manejo sustentável de florestas e recursos naturais em nível global, foram criadas diferentes redes regionais, como a Rede Latino-Americana de Florestas Modelo (RLAFM). Dessa forma, surgiu uma nova dimensão: o trabalho em rede, que possibilitou nutrir o intercâmbio entre parceiros com programas de capacitação, colaboração, transferência de experiências, incidência política, além da execução de projetos em rede.

 

A RLAFM é a que tem seu crescimento mais acelerado por receber territórios com processos de governança bem-sucedidos que atendem aos princípios e atributos das Florestas Modelo. Atualmente, a RIAFM liga 34 territórios em 15 países da América Central, América do Sul, Caribe e Espanha, totalizando mais de 30 milhões de hectares. O crescimento da RLAFM vem se sustentando desde sua fundação e frequentemente recebe manifestações de interesse para o ingresso de novas iniciativas de gestão ambiental colaborativa que querem fazer parte da Rede, participar da troca de experiências, aprendizados, construção de iniciativas conjuntas para o desenvolvimento sustentável e treinamento de habilidades gerenciais.

 

A RLAFM oferece suporte a seus membros para a divulgação e transferência de suas melhores atividades e práticas no âmbito da sustentabilidade financeira, bem como na contribuição com processos que promovam a formulação, implementação e avaliação de políticas públicas relacionadas ao desenvolvimento sustentável.