Hileia Baiana
518
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-518,bridge-core-2.6.2,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.7,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.5.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-2135

Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente Enlazando territorios, enlazando gente

 Hileia Baiana

Datos Generales

  • Nombre: Bosque Modelo Hileia Baiana
  • Ubicación: Parte del Noreste y Sureste de Brasil, comprendiendo 14 municipios del Estado de Bahía y 4 municipios del Estado de Espírito Santo
  • Superficie: 2.463.534 Ha
  • Año de afiliación a la RIBM: 2019
  • Población: 638,000 habitantes

Información de Contacto

Reseña

As florestas do Bioma Mata Atlântica ocupavam originalmente toda a costa do Brasil. Atualmente estas florestas estão entre os ambientes naturais do planeta mais ameaçados e portanto, necessitam com urgência de ações para a sua conservação, restauração e valorização da sua biodiversidade. Muitas fitofisionomias florestais compõem as florestas da Mata Atlântica que são classificadas separadamente ou identificadas por meio de diferentes parâmetros, sejam fitossociológicos, políticos ou geográficos. A Hileia Baiana é uma dessas identificações territoriais, cuja flora apresenta uma das maiores diversidades de espécies arbóreas do planeta. O potencial florestal biodiverso do território somado à diversidade humana cultural torna a Hileia Baiana um território singular para o desenvolvimento econômico associado à conservação florestal e ao desenvolvimento rural.

 

O grande desafio do Bosque Modelo é difundir uma identidade florestal biodiversa visando promover a restauração, conservação e produção florestais vinculadas à sustentabilidade ambiental e hídrica do território e ao desenvolvimento socioeconômico.

Paisaje

O extremo sul da Bahia e o norte do Espírito Santo foram originalmente cobertos por uma floresta ombrófila densa, caracterizada por sua exuberância, pela riqueza em essências vegetais.

 

Foi o primeiro bioma brasileiro a ser explorado e o Pau-brasil foi o primeiro produto de exportação desde o descobrimento do Brasil. Desde então, a exploração da madeira na região, bem como o desmatamento para implantação da pecuária foram intensivos. Atualmente o desmatamento e a exploração madeireira estão proibidos, embora ainda ocorram ilegalmente.

 

Após a pecuária como principal fator de antropização da paisagem, a silvicultura do eucalipto tornou-se a partir deste século o segundo fator preponderante de ocupação da paisagem. Outros cultivos agrícolas apresentam ainda destaque como o cacau, café, cana de açúcar e mandioca.

 

A economia vinculada à biodiversidade florestal ainda é incipiente, valendo destacar a extração da Pimenta Rosa e da Mangaba como produtos florestais não madeireiros.

 

Ressalta-se o trabalho crescente de coleta de sementes florestais e produção de mudas de espécies florestais, realizado pelo Programa Arboretum que envolve dez comunidades no território e representa a maior biodiversidade de espécies já produzidas em viveiro no Brasil, sendo mais de 500 espécies produzidas para recomposição florestal.

Asociación

O BM da Hileia Baiana é dirigido pelo Programa Arboretum, a partir de uma ação do  Ministério Público do Estado da Bahia e do Serviço Florestal Brasileiro. A sua gestão teve inicio em meados de 2019 e está em fase de estruturação. Visa promover uma participação ampla de atores e a promoção de incentivo das ações do BM no territorio por meio de projetos específicos alinhados aos objetivos estratégicos do  BM.

Sostenibilidad

Objetivos estratégicos 

  • Fortalecimento da identidade florestal do território;
  • Incentivos à produção florestal: mecanismos de isenção ou de incentivos associados ao pagamento por serviços ambientais da biodiversidade; e certificação da produção associada à conservação florestal;
  • Recomposição florestal de áreas ambientalmente protegidas associadas a classes de recursos florestais;
  • Capacitação tecnológica;
  • Intercâmbio entre Bosques Modelo.

 

 Acciones clave en curso para cumplir los objetivos 

  • Definição da governança;
  • Desenvolvimento de um sítio na internet;
  • Planejamento do biênio 2020-21.

Otra información