Hileia Baiana

0

 

  • País Nombre
    Brasil Bosque Modelo Hileia Baiana
    Datos generales Información de contacto
    Ubicación: Parte del Noreste y Sureste de Brasil, comprendiendo 14 municipios del Estado de Bahía y 4 municipios del Estado de Espírito Santo

    Superficie: 2.463.534 Ha

    Población: 638,000 habitantes

    Año de afiliación a la RIBM: 2019

    Natália Coelho Barbosa Albuquerque

    Email: natalia.albuquerque@florestal.gov.br

     

     

     

  • As florestas do Bioma Mata Atlântica ocupavam originalmente toda a costa do Brasil. Atualmente estas florestas estão entre os ambientes naturais do planeta mais ameaçados e portanto, necessitam com urgência de ações para a sua conservação, restauração e valorização da sua biodiversidade. Muitas fitofisionomias florestais compõem as florestas da Mata Atlântica que são classificadas separadamente ou identificadas por meio de diferentes parâmetros, sejam fitossociológicos, políticos ou geográficos. A Hileia Baiana é uma dessas identificações territoriais, cuja flora apresenta uma das maiores diversidades de espécies arbóreas do planeta. O potencial florestal biodiverso do território somado à diversidade humana cultural torna a Hileia Baiana um território singular para o desenvolvimento econômico associado à conservação florestal e ao desenvolvimento rural.

    O grande desafio do Bosque Modelo é difundir uma identidade florestal biodiversa visando promover a restauração, conservação e produção florestais vinculadas à sustentabilidade ambiental e hídrica do território e ao desenvolvimento socioeconômico.

  • O extremo sul da Bahia e o norte do Espírito Santo foram originalmente cobertos por uma floresta ombrófila densa, caracterizada por sua exuberância, pela riqueza em essências vegetais.

    Foi o primeiro bioma brasileiro a ser explorado e o Pau-brasil foi o primeiro produto de exportação desde o descobrimento do Brasil. Desde então, a exploração da madeira na região, bem como o desmatamento para implantação da pecuária foram intensivos. Atualmente o desmatamento e a exploração madeireira estão proibidos, embora ainda ocorram ilegalmente.

    Após a pecuária como principal fator de antropização da paisagem, a silvicultura do eucalipto tornou-se a partir deste século o segundo fator preponderante de ocupação da paisagem. Outros cultivos agrícolas apresentam ainda destaque como o cacau, café, cana de açúcar e mandioca.

    A economia vinculada à biodiversidade florestal ainda é incipiente, valendo destacar a extração da Pimenta Rosa e da Mangaba como produtos florestais não madeireiros.

    Ressalta-se o trabalho crescente de coleta de sementes florestais e produção de mudas de espécies florestais, realizado pelo Programa Arboretum que envolve dez comunidades no território e representa a maior biodiversidade de espécies já produzidas em viveiro no Brasil, sendo mais de 500 espécies produzidas para recomposição florestal.

  • O BM da Hileia Baiana é dirigido pelo Programa Arboretum, a partir de uma ação do  Ministério Público do Estado da Bahia e do Serviço Florestal Brasileiro. A sua gestão teve inicio em meados de 2019 e está em fase de estruturação. Visa promover uma participação ampla de atores e a promoção de incentivo das ações do BM no territorio por meio de projetos específicos alinhados aos objetivos estratégicos do  BM.

  • Objetivos estratégicos 

    • Fortalecimento da identidade florestal do território;
    • Incentivos à produção florestal: mecanismos de isenção ou de incentivos associados ao pagamento por serviços ambientais da biodiversidade; e certificação da produção associada à conservação florestal;
    • Recomposição florestal de áreas ambientalmente protegidas associadas a classes de recursos florestais;
    • Capacitação tecnológica;
    • Intercâmbio entre Bosques Modelo.

     

     Acciones clave en curso para cumplir los objetivos 

    • Definição da governança;
    • Desenvolvimento de um sítio na internet;
    • Planejamento do biênio 2020-21.

     

Share.

Comments are closed.