Chorotega
3869
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-3869,bridge-core-2.6.2,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.7,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,qode-wpml-enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-6.5.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-4560

Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas Ligando territórios, ligando pessoas

Chorotega

Dados Gerais

  • Nome: Floresta Modelo Chorotega
  • Localização: Peninsula de Nicoya, noroeste do país
  • Superfície: 504,000 Ha
  • Ano de filiação à RIFM: 2011
  • População: 177,000 habitantes

Informação de contato

  • Nome: Emel Rodríguez Paniagua (Presidente do Conselho de Administração)
  • Tel.: (506) 8347 5194
  • E-mail: emel9017@gmail.com
  • Nome: Gabriela Barrantes Espinoza (Coordenadora do Corredor Biológico Chorotega – ACT)
  • Tel.: (506) 8669 9813
  • E-mail: gabriela.barrantes@sinac.go.cr

Introdução

A iniciativa Floresta Modelo Chorotega reúne setores-chave para trabalhar na construção de uma visão comum de desenvolvimento sustentável para a Península de Nicoya em Guanacaste.

Esta região constitui uma paisagem modelo por sua história de organizações florestais e ambientais, composta por lideranças comunitárias e pequenos produtores, que se dedicaram à restauração de florestas, reflorestamento para produção de madeira, pecuária e agricultura sustentável,
proteção de bacias hidrográficas, proteção da biodiversidade em geral e uso racional da água e sua proteção.

Paisagem

Aspectos biofísicos

 

A Floresta Modelo Chorotega está localizada na Península de Nicoya, localizada no noroeste da Costa Rica. Possui uma área aproximada de 5.082 km2, o que representa 10% da área total do país.

 

A Península de Nicoya, uma área de grande relevância para o país, tem mais de 55,4% do seu território coberto por florestas naturais em processo de restauração e uma grande variedade de ecossistemas, com serras em sua maioria em recuperação de florestas secundárias, importantes como fontes de água potável, costas com belas praias e pequenas baías, e o Golfo de Nicoya, cercado por extensos manguezais e numerosas ilhas de vários tamanhos. Apresenta importantes extensões de savanas, pântanos e terras férteis ao longo do rio Tempisque, que é a maior bacia hidrográfica da Costa Rica.

 

Existem 30 áreas silvestres protegidas que ocupam 10,6% da extensão total da região. Elas estão distribuídas nas costas, mares e montanhas em todo o território da Península de Nicoya, e têm uma área total de 115.322 ha, dos quais 43.871 ha são terrestres e 71.450 ha são marinhos. Essas áreas selvagens representam 15% das áreas da Costa Rica em quantidade e 6% da extensão total das áreas selvagens do país.

O território que inclui a Floresta Modelo Chorotega está inserido na Área de Conservação Tempisque (ACT), do Sistema Nacional de Áreas de Conservação (SINAC), do Ministério do Meio Ambiente, Energia e Telecomunicações (MINAET). O território da Área de Conservação Tempisque é gerido a partir da abordagem dos Corredores Biológicos, que é uma abordagem que visa manter e recuperar a conectividade biológica entre as áreas núcleo, que neste caso são as 30 Áreas Silvestres Protegidas que se formaram.

 

Aspectos sócio-culturais e econômicos

 

A área de incidência da Floresta Modelo possui uma população aproximada de 156.000 habitantes. É composta por cinco cantões da província de Guanacaste: Carrillo, Santa Cruz, Nicoya, Hojancha e Nandayure. Além de três distritos pertencentes ao cantão Central de Puntarenas: Paquera, Lepanto e Cóbano. Dentro deste território está a Comunidade Indígena Matambú, a única representação existente do povo indígena Chorotega.

 

As principais atividades econômicas são: turismo nacional e internacional, comércio, produção agrícola de cana, cultivos de exportação (melão, manga e melancia), pecuária de corte, reflorestamento de pequeno e grande porte, proteção florestal, exploração florestal por pequenos produtores e indústrias madeireiras, onde as espécies cultivadas de teca e melina são cada vez mais utilizadas.

O território de incidência da Floresta Modelo possui cerca de 250 mil hectares de floresta privada, dos quais cerca de 70 mil estão usufruindo do Pagamento de Serviços Ambientais, onde a instituição deve assegurar o fiel cumprimento da gestão destas áreas. Além disso, existem cerca de 35 mil hectares de plantios florestais estabelecidos com recursos do Pagamento de Serviços Ambientais onde a instituição também promove o manejo adequado.

 

Esta região constitui uma paisagem modelo por sua história de organizações florestais e ambientais, composta por lideranças comunitárias e pequenos produtores, que se dedicaram à restauração de florestas, reflorestamento para produção de madeira, pecuária e agricultura sustentável, proteção de mananciais e biodiversidade em geral.

Associação

A Floresta Modelo Chorotega foi incorporada como membro da RIAFM na reunião do referido conselho realizada no âmbito do Fórum de Territórios Globais e Sustentabilidade realizado em março de 2011 em Burgos, Espanha.

 

Desde 2009, foi formado um diretório inicial composto por diversos setores representativos da Floresta Modelo Chorotega, como academia, turismo, organizações de produtores, corredores biológicos, eletrificação ou energia, áreas de conservação, estações experimentais, municípios, comunidades indígenas, áreas silvestres protegidas e o Ministério da Agricultura e Pecuária. Para cada setor há um proprietário e um substituto. Os atores integrantes da Floresta Modelo Chorotega representam diversos setores, que por sua vez integram diferentes instâncias de gestão e decisão em múltiplos níveis.

 

No início de 2012, o Conselho de Administração está assim constituído:

 

Sustentabilidade

Objetivos estratégicos

  • Apoiar a melhoria da conectividade de florestas e paisagens
  • Proteger e promover o uso adequado da água
  • Promover a produção sustentável
  • Promover a educação ambiental e a cultura local

 

Principais ações em andamento para atingir os objetivos

  • Promoção de áreas protegidas públicas e privadas
  • Promoção do cultivo e uso de árvores
  • Promoção da organização comunitária

 

Principais impactos gerados

  • 5 novas organizações regionais em questões como água e florestas
  • 20 fazendas integrais em processo de desenvolvimento
  • Operação de um fundo local para apoiar organizações locais e comunitárias

Outra informação

Videos